Plano Vultos Marcela


Uma mistura de anjo e demônio, habitante de um site analógico, que conseguiu aos 17 anos fazer com que Thomas regredisse à sua idade quando ele já tinha quase o dobro, e que custou o amor de Joana. E tudo começou apenas com uma discreta troca de olhares.

Quando se conheceram o céu derramou um punhado de azul em seus olhos e as velhas ruas da infância terminaram todas nele. Prometeu que um dia a colocaria na sua vida e nesta história.

Promessa cumprida.

Desse dia em diante as tardes começaram a escurecer mais cedo na vida de Marcela, e muito cedo ela se vestiu de solidão e se integrou na noite.

Durante os crepúsculos, enquanto o sol se escondia por trás dos edifícios, ela pensava em Thomas, e sentia o horizonte sangrando em escamas de nuvens, escorrendo por dentro de seu corpo, naqueles dias apenas prometido.

Hoje desfila na vida com maquiagem pesada, roupas sombrias, olhos fundos, frágil, como se estivesse vivendo ainda a atmosfera decadente de alguns anos atrás.

E está muito preocupada com a história de Thomas na rede, porque sabe que é a sua própria vida, as personagens são as pessoas que convivem com ele e o final tem algo muito estranho, que não a agrada.

Existe um vazio e uma ausência de vida na cena final da praia que ela não entende e também não gosta. Apenas se preocupa.